VIRGEM LABIAL



A língua molhada passando pelos lábios,
Lábios que são dois, que são quatro, que são seis,
Lábios que tem néctar, lábios de prazer.
Passando, passando... até chegar aquele ponto... alfabético
Não sei o porquê da tal letra, mas ele é um estágio, um momento, hum...
Queria mesmo era passear em teu corpo, ficar por lá, construir e morar.
O tato da minha língua conheceria todos os teus arrepios.
Qual gosto da tua boca?
Me mostra os sabores aqui na cozinha
Qual o gosto dos teus quadrilábios?
Me mostra os sabores nos quatro cantos do mundo e nos quatro cantos das paredes.
E aquele cheiro?
– Já tomei banho. Saiu!
Saiu nada! Esse cheiro é aquele inato. Uma dilícia!
Dá vontade de mastigar, de tão gostoso
Além de exalar o aroma amoroso
– Tá me comparando à comida?
Você é melhor que comida. Pode pôr na boca que não acaba
Só deixa a boca mais molhada
– Fala isso pra quem pratica antropofagia.
Ressaltando: antropofagia é um bom exercício de espírito e de prazer
Pra quem se deixa participar e pra quem pratica,
Mas é claro, só é bom quando os dois se devoram.



15h55min 11/09/2014

Comentários